SNF

SNF já aplicou R$ 22 bi em financiamentos, em 2023

No primeiro semestre de 2023, de acordo com a Associação Brasileira de Desenvolvimento, os recursos contemplaram programas de crédito rural e agropecuário

Redação

em 30 de outubro de 2023


A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) divulgou recentemente que o Sistema Nacional de Fomento (SNF) já operacionalizou R 22 bilhões de recursos vinculados aos oito principais programas de crédito rural e agropecuário nacionais para o financiamento agropecuário no Brasil. O dado reflete apenas o primeiro semestre deste ano (2023). No comparativo com o mesmo período de 2022, esse montante representa um aumento de 6%.

O SNF é composto por 34 instituições financeiras e é associado à ABDE. O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) foram os destaques na intermediação de crédito rural no sistema, uma vez que representam R 11,8 bilhões e R 6,1 bilhões dos aportes, respectivamente.

De acordo com o SNF, entre os meses de janeiro e junho deste ano, 75% do crédito agropecuário foi realizado sem vínculo ao programa de crédito rural. Dessa forma, somente 25% fazem parte dos programas disponibilizados para as instituições financeiras.

Em 2021, estas instituições ofereceram cerca de R$ 223,6 bilhões em financiamentos aos produtores do campo, o equivalente a 46% acima do registrado em 2020.

O que é o SNF?

O Sistema Nacional de Fomento é uma rede de instituições financeiras públicas e privadas que atuam de forma regional e nacional. A principal missão da instituição é alavancar o desenvolvimento brasileiro por meio do financiamentos a setores estratégicos, oferecendo a concessão de crédito rural, por exemplo. 

Entre as instituições que participam do sistema estão bancos públicos e de desenvolvimento, tanto estaduais quanto federais, agências de fomento, bancos cooperativos, Finep e Sebrae.